IMAGENS FORTÍSSIMAS! Pernas humanas são jogadas próximo de escola em Manaus

IMAGENS FORTÍSSIMAS! Pernas humanas são jogadas próximo de escola em Manaus
Foto: Reprodução Internet
Na noite desta quinta-feira (30), moradores da Compensa, na Zona Oeste de Manaus, foram surpreendidos com o encontro de duas pernas humanas. Os restos mortais foram deixados por criminosos por volta das 19h30, no Beco dos Escoteiros, na rua 23 de Dezembro, nas proximidades da Policlínica Doutor Djalma Batista e Escola Municipal Elvira Borges de Sá.

Os restos mortais apresentam cortes precisos acima da coxa. Conforme informações da polícia, uma moradora do bairro, ainda não identificada, avistou a perna quando passava pelo beco. Desesperada, a mulher avisou os vizinhos e eles acionaram a polícia.

Até a publicação desta matéria, não havia informações sobre os autores do crime e como o par de pernas foi deixado no local. Também não há informações sobre as outras partes do corpo.

Pelas características iniciais, os membros supostamente são do sexo feminino porque estão depilados e com as unhas pintadas, além de outras definições.As pernas também estão sujas com trigo, o que indica que a vitima foi executada em outro local e transportada até o beco em sacas de fibra.

A equipe da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) isolou a área e aguarda a remoção das pernas, que devem ser feita pelo Instituto Médico Legal (IML). No entanto, somente o exame de necropsia deve apontar o sexo da vítima.

No momento da ocorrência, uma mulher chegou ao local e disse que as pernas podem ser da mãe dela. Marquilene Cardoso da Silva, de 38 anos, está desaparecida desde quarta-feira (29).

A mulher informou aos policiais que Marquilene é usuária de drogas e pode ter sido sequestrada por traficantes da área. A família mora no mesmo bairro onde as pernas foram abandonadas. Os policiais tentaram acalmar a mulher e informaram que apenas um exame de DNA deve confirmar se realmente os membros inferiores pertencem à desaparecida.

 

ATENÇÃO! IMAGEM FORTE!

 

Foto: Divulgação

 



Texto: Em tempo