Unidade Móvel deve atender dez mil mulheres vítimas de violência no AM

Unidade Móvel deve atender dez mil mulheres vítimas de violência no AM

- Com a expectativa de atender pelo menos dez mil mulheres da área urbana e rural, o prefeito Arthur Neto entregou a Unidade Móvel de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres nesta segunda-feira (19), na sede da Subsecretaria Municipal de Políticas Afirmativas para as Mulheres, localizada na rua Araxá, 224, bairro Flores, zona centro-sul de Manaus.

A unidade, gerida pela secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), ampliará a rede de atendimento à mulher em situação de violência doméstica, além de possibilitar a divulgação de informações em prol da disseminação da lei Maria da Penha e outros direitos constitucionais.

Durante coletiva de imprensa, o prefeito Arthur Neto ressaltou que a Unidade Móvel irá dispor de uma estrutura adequada para receber a vítima de violência, incluindo atendimento jurídico, social e psicológico.

"Iremos levar o direito da mulher, para a mulher, onde ela estiver, como uma iniciativa para tornar mais ágil esse atendimento. Elas não precisarão vir até nós, pois iremos até elas’’, afirmou o prefeito.

 

Prefeito Arthur Neto e Primeira-Dama Elizabeth Valeiko entregam a Unidade Móvel

Prefeito Arthur Neto e Primeira-Dama Elizabeth Valeiko entregam a Unidade Móvel | Foto: César Gomes

A primeira-dama Elizabeth Valeiko também participou da entrega da Unidade Móvel de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e ressaltou a importância dessas ações.

"Homem nenhum tem o direito de agredir uma mulher. Essa ação apenas é uma extensão do que a prefeitura já faz para garantir a segurança dessas mulheres’’, ressaltou.

Violência durante isolamento social

Dados nacionais apontam que a cada dois minutos uma mulher é agredida no Brasil. Em Manaus, 3.210 mulheres vítimas de violência doméstica foram atendidas somente nos dois primeiros meses de 2020, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Em meio à pandemia do novo coronavírus, de acordo com o Monitor de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher no Período de Isolamento Social, do Instituto de Segurança Pública (ISP), já são quase 120 mil casos de lesão corporal decorrente e agressão doméstica em 2020.

"Durante a pandemia, percebemos que os números de mulheres agredidas aumentaram, mas eu questiono: esses números realmente aumentaram ou as mulheres estão tendo coragem para denunciar e conhecendo seus direitos?’’, concluiu a primeira-dama.

Manaus 351 Anos

A entrega da Unidade Móvel de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres faz parte do pacote de inaugurações promovido pelo prefeito Arthur Neto para comemorar os 351 anos de Manaus.

Restauração de espaços de lazer e esporte e obras históricas, culturais e de infraestrutura integram as ações realizadas na comemoração. Na saúde, será entregue a revitalização de Maternidade Municipal Moura Tapajós, na zona oeste.