Vídeo: Senador dispara contra manifestantes em frente ao Parlamento do Haiti e deixa feridos

Vídeo: Senador dispara contra manifestantes em frente ao Parlamento do Haiti e deixa feridos
Foto registrada por fotojornalista ferido mostra o momento em que o senador Ralph Féthière efetuou disparos contra manifestantes em frente ao Parlamento do Haiti — Foto: Dieu Nalio Chery/AP Photo

O senador haitiano Jean Marie Ralph Féthière abriu fogo contra manifestantes que protestavam em frente ao Parlamento do Haiti, na capital Porto Príncipe, nesta segunda-feira (23). Duas pessoas ficaram feridas: um fotojornalista da Associated Press e um segurança.

De acordo com o jornal “The Guardian”, Féthière – que faz parte da base governista – tentava deixar o Parlamento em um carro, mas não conseguiu passar pelos manifestantes. O senador, então, avisou que efetuaria os disparos se os manifestantes não se dispersassem.

A uma rádio haitiana, o político disse que foi atacado por um grupo de militantes violentos e que se valeu do direito à autodefesa. “Indivíduos armados me ameaçaram. Foi proporcional. Mesma força, mesma resposta”, afirmou.

Fotojornalista da AP foi atingido por estilhaços de bala no rosto após senador efetuar disparos no Haiti — Foto: Andres Martinez Casares/ReutersFotojornalista da AP foi atingido por estilhaços de bala no rosto após senador efetuar disparos no Haiti — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

Entretanto, o jornalista ferido, Chery Dieu-Nalio, vestia um colete que o identificava como parte da imprensa. Atingido por estilhaços de bala, ele foi tratado e passa bem.

O outro ferido foi um agente de segurança identificado como Leon Leblanc, que também trabalha como motorista. Não se sabe o estado de saúde dele.

Crise no Haiti

 
Manifestantes queimam pneus em protesto contra o governo do Haiti em Porto Príncipe — Foto: Andres Martinez Casares/ReutersManifestantes queimam pneus em protesto contra o governo do Haiti em Porto Príncipe — Foto: Andres Martinez Casares/Reuters

Os manifestantes participavam de protesto contra a nomeação de Fritz-William Michel ao cargo de primeiro-ministro, que já havia sido adiada em meio à convulsão política no país.

O Haiti vive uma série de protestos contra o presidente Jovenel Moïse – que é o responsável por nomear o premiê – e contra o aumento no custo de vida e falta de combustíveis. Piquetes e barricadas bloquearam ruas pelo país.

De acordo com o “Guardian”, a renda per capita anual no Haiti é de US$ 350 – menos do que R$ 1,5 mil. Além disso, a inflação está em 19% ao ano.

CONFIRA O VÍDEO DO MOMENTO DA REAÇÃO DO SENADOR:

 

 

*Com informações do G1