Visitas em unidades prisionais de Manaus são retomadas dois meses depois de massacre em presídios

Visitas em unidades prisionais de Manaus são retomadas dois meses depois de massacre em presídios
Familiares em frente à entrada de acesso a cadeias em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Após dois meses do massacre ocorrido dentro de unidades prisionais de Manaus, as visitas que haviam sido suspensas foram retomadas em quatro penitenciárias na manhã deste sábado (27). Em frente à entrada de acesso às cadeias, familiares se aglomeravam em busca de informações.

No último fim de semana de maio deste ano, 55 detentos foram mortos dentro de diferentes cadeias de Manaus. A maioria morreu de asfixia ou golpeada por objeto perfurante. O massacre é o segundo ocorrido no Amazonas em menos de 3 anos.

Com base nas novas regras divulgadas pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) a partir deste fim de semana, as visitas são limitadas ao número de 250 visitantes por dia em cada presídio. Os internos terão direito de receber apenas dois parentes adultos ou um amigo por dia de visita.

Além disso, excepcionalmente, neste fim de semana, a entrada de crianças até 12 anos não será permitida.

 
Familiares em frente à entrada de acesso às cadeias em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AMFamiliares em frente à entrada de acesso às cadeias em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

As unidades que têm novas regras são:

  • Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj)
  • Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat)
  • Centro de Detenção Provisório de Manaus 1 (CDPM 1)
  • Unidade Prisional do Puraquequara (UPP)
 
Estrada que dá acesso às unidades prisionais de Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AMEstrada que dá acesso às unidades prisionais de Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Em frente ao acesso de entrada das cadeias na BR-174 – que liga Manaus à cidade de Boa Vista (RR) – muitos familiares aguardavam por informações sobre as novas regras.

A dona de casa Consuelo Silva foi visitar o irmão no Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT). Ela disse ao G1 que não sabia das mudanças e, ao chegar no local, foi informada que o interno receberia apenas um visitante. A cunhada dela foi quem entrou.

O coordenador do Sistema Penitenciário (Cosipe) da Seap, Major Renan Carvalho, explicou que as mudanças ocorrem por conta da atuação da Força-Tarefa de Intervenção Penitência (FTIP) no IPAT. O número restrito de visitantes para a unidade deve permanecer até o fim de agosto. No entanto, ele explicou que está sendo estudada a possibilidade de se “abrir” visitas no Dia dos Pais.

“O IPAT está com intervenção federal. E, por questão de segurança e logística deles, adotaram apenas uma visita para um interno. Nas demais unidades a gente está com duas visitas, dois parentes e um amigo normalmente”, explicou.

Ainda segundo ele, não houve tempo hábil para avisar a todos. “Estamos voltando de uma crise. Vai acontecer falha? Sim. No entanto, estamos ajustando para que na próxima visita esteja tudo normal”, disse.

Agendamento

Nos próximos dias, a Seap disse que irá anunciar a implantação do sistema online de visitas. Com o uso da tecnologia, os familiares de detentos poderão marcar dia e hora das visitas e entrega de materiais de higiene.

Dias de Visita:

CDPM 1

Sexta: Pavilhão 01

Sábado: Pavilhões 03 e 06;

Domingo: Pavilhões 02, 05, anexo e Enfermaria.

UPP

Sábado: Galerias: 01,02,05,06,07 e 11;

Domingo: Galerias: 03,04,08,09 e 10.

COMPAJ

Sábado: Pavilhão 01, 02 e Ala 02 do Pavilhão 03;

Domingo: Ala 01 do Pavilhão 03 e Pavilhão 05.

IPAT

Sábado: Pavilhão A e internos do projeto de remição de pena

Domingo: Pavilhão C

 

Fonte: G1